Feeds:
Posts
Comentários

Archive for agosto \21\UTC 2008

manchas

Espero a forma se exibir

Eu deixo a forma se exibir

Ela, lisonjeada, me ensina seus pormenores e onde gosta de se manter quieta

Anúncios

Read Full Post »

pardal

Existe uma brincadeira.

Ela se chama imaginação.

Quando estiver andando na rua, imagine que seus braços viram asas de um pequeno pardal

e que seu copro dá curtos vôos sobre a calçada.

Read Full Post »

ânimos

Ao lado do teclado está a garrafa térmica. Café aguado, de filtro, incapaz de mover minha mente para pensamentos que rompam essa pasmaceira de uma tarde de espera.

Read Full Post »

horizonte

Sobre o pôr- do- sol passaram giz de cera cinza

Read Full Post »

lugares

sei me redonda

língua que passa fácil dentro da boca

pés que são perna, barriga, cabeça

os olhos são para estar no mundo- sou o espaço que eles aprendem

a pele é o horizonte espacial

às vezes semáforo, prédio

às vezes mar

às vezes céu e árvore

Há um lugar de proteção

o fundo do ninho que permite

a entrega ao presente

Esticar na pele,

no verbo, nas vértebras, todos sentimentos de sei e não sei neste labirinto acetinado

Read Full Post »

captura 1.1

aceito o jogo

meu movimento é silencioso

saio de uma casa, onde tantos outros jogadores moram

cada dia colocamos uma janela

tem uma que está sempre aberta, outra com cortinas de algodão, outra com a tinta que descasca

rodadas em círculo

saias giram e soltam as listas do tecido- entrecruzadas

tabuleiro de xadrez

a partida nunca acaba

mas tem intervalos para chá de gengibre

Read Full Post »